Ambiente virtual de debate metodológico em Ciência da Informação, pesquisa científica e produção social de conhecimento

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Já que o Moodle continua fora do ar...

"Cego surdo e moodle" - Editado por André Lopez
Reproduções  não comerciais desta imagem são permitidas desde que citada a fonte. 
Há mais de um mês o "campus virtual" da UnB, que hospeda a plataforma Moodle, está fora do ar. Taí uma grande lição para o pessoal que lida com segurança da informação. Afinal a primeira letra do acrônimo DICA, refere-se à disponibilidade da informação. Tenho sido pessoalmente reticente ao uso da plataforma Moodle para minhas atividades didáticas, muito em função de não me disponibilizar a sair da minha zona de conforto de conhecimento tecnológico, reconheço, e em parte porque tal situação hoje representa um avanço às ferramentas didáticas tradicionais. Tenho, como é sabido de muitos, investido muitos esforços nos blogs como ferramenta de ensino-aprendizagem, o que tem permitido atender à contento minhas necessidades docentes, com um razoável nível de inovação e com um bom nível de retorno discente quanto ao cumprimento e superação dos objetivos das disciplinas universitárias (ver aqui, por exemplo, artigo sobre a experiencia no ensino de graduação do curso de Arquivologia).

Paralelamente às minhas idiossincrasias está no ar uma pesquisa que pretende analisar comparativamente algumas das funcionalidades das ferramentas didáticas mais populares aqui. Participe! O ensino universitário de qualidade só terá a ganhar!

Em termos práticos devo encerrar a análise dos projetos finais dos alunos do curso de especialização em Gestão de Segurança da Informação, turma 2011-12, que foi realizado majoritariamente em ambiente Moodle. Apesar de minha "implicância" com a ferramenta, optei por trabalhar de um modo híbrido, com algumas atividades e debates neste blog e o depósito dos primeiros trabalhos no ambiente Moodle. Deste modo o debate seria aberto e transparente e os projetos restritos para minha avaliação, ficando lá, supostamente em segurança, como registro do que foi realizado. Ledo engano. Desde o começo do ano tenho recebido e-mails de alunos indicando que o ambiente do curso em tela está inacessível. A informação "oficial" confirma isso, em função de reformas no laboratório que o hospeda, sem prazo definido para o retorno.

Alguns alunos estão se prontificando a enviar os projetos para meu e-mail. Parece uma opção válida se não fosse um verdadeiro contrassenso a alguns princípios básicos de segurança (abrir vulnerabilidade na minha máquina ao baixar anexos de uma turma inteira), depondo contra a capacidade que supostamente a UnB e a faculdade responsável deveriam ter por fazer a tão alardeada inovação didática do Moodle funcionar efetivamente. A alternativa "quebra-galho" gera ainda uma segunda ordem de problema no nível didático que é a minha incapacidade de cotejar diferentes versões dos projetos e analisar os avanços de cada aluno, posto que os produtos da primeira etapa estão perfeitamente de acordo com o final do mencionado acrônimo: ICA (íntegros, confidencias, autênticos), porém não disponíveis. 

O acordo com os alunos era manter as primeiras notas (que não sei quais são, pois estão lá bem guardadinhas) e analisar os avanços dos projetos finais para quem desejasse aumentar a nota. 

Dada a situação, a alternativa que utilizarei para o recebimento dos projetos finais de GSI é a seguinte:
a) não receberei projetos por e-mail; eles deverão ser colocados em alguma nuvem (isso vale também para quem já me mandou, porque senão o controle fica muito mais complicado);
b) o projeto anterior também deverá estar na nuvem, juntamente com meu comentário, caso eles tenham sido recuperados/copiados;
c) quem se lembrar da nota que obteve deve, por favor, indicar tal informação, lembrando que não adianta querer "dar uma de esperto", pois vou olhar ambos os projetos e sei reconhecer um eventual "upgrade" na nota inicial;
d) o campo comment abaixo deverá ser usado para indicação das urls do material virtual;
e) o prazo fica sendo 27/fev;
f) gostaria imensamente que a pesquisa mencionada acima fosse respondida aqui.

10 comentários:

  1. O que significa 1 mês diante de todos os anos em que não se tinha Moodle ? Toda e qualquer ferramenta eletrônica está sujeita a falhas dessa natureza. Não existe uma única que escape a esta afirmação, até mesmo o gigante Google, esteve com problemas seríssimos na gestão do GMail (por coincidência em época muito próxima de quando Moodle também estava com problemas), portanto também não é uma questão de tecnologia nem de dinheiro.

    ResponderExcluir
  2. Caro anônimo, parece que o sr. (a sra.?) é favorável à frase do político Paulo Maluf de que se o estrupo é inevitável deve-se relaxar...

    Ter um serviço significa mantê-lo e ser por ele responsável. Eventuais falhas não programadas são normais, porém devem ser avisadas. Não foi o que ocorreu. A falha atual no sistema é oriunda de uma reforma mal programada, na qual os efeitos colaterais não foram previstos e tampouco foi dada qualquer satisfação em relação à suspensão dos mesmos. Não vi nenhum aviso da UnB referente à interrupção da plataforma Moodle. O MÍNIMO que poderia ser feito era disparar um e-mail para todos os usuários cadastrados na plataforma e assumir com decência os problemas ao invés de tentar se ocultar e torcer para ninguém perceber. Não consegui obter nenhuma informação precisa quanto ao período de interrupção e quanto a data de retorno, apenas respostas vagas. Depois deste post "fiquei sabendo" que o serviço deverá ser normalizado na semana que vem. Quando exatamente eu não sei...

    Concordo com a sua perspicaz afirmação de que a questão não é tecnológica e nem monetária, porém administrativa. Isso nos leva a uma dimensão mais ampla sobre o que é gestão da segurança da informação, que não se restringe à tecnologia e aos respectivos custos, porém abrange toda a complexidade dos fatores envolvidos. Isso, no meu caso, como docente da UnB, tem sérios desdobramentos na opção tecnológica, posto que um dos aspectos a ser levado em consideração em qualquer sistema de informação é a confiabilidade do sistema e o nível de interrupção do serviço. O "apagão" do Google, há cerca de 9 meses, realmente atrapalhou bastante minhas atividades docentes via blog, porém foi um incidente isolado, que afetou os serviços por menos do que 72hs, bem diferente do que o caso Moodle em questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra coisa sr. (sra?) anônimo: por que o temor de se identificar?

      Excluir
  3. Professor André, utilizei o Google DOCS para compartilhar meus arquivos com você. Fiz poucas alterações na versão final. Mas de qualquer forma seguem os dois arquivos conforme solicitado. Minha nota foi 8,0 (era o que estava divulgado no Moodle).

    Verifique seu email para poder baixar via google docs os meus documentos.

    Se esse link funcionar você pode tentar por aqui também:
    https://docs.google.com/#folders/0B3622JVNVDLzOEFWckZ2T3BSYUdhYmNyMDdFN2Zxdw

    Obrigado

    ResponderExcluir
  4. Prof. André, Compartilhei os dois arquivos via google docs. Como já nos falamos o meu projeto foi completamente alterado.
    Não me recordo da nota e dos comentários sobre o primeiro pré projeto.
    O google docs envia também um email para poder baixar os documentos.

    Até mais.

    ResponderExcluir
  5. Ismael Rocha Gonçalves27 de fevereiro de 2012 20:30

    Prof. André.
    Segue link para projeto compartilhado via Google Docs.
    https://docs.google.com/file/d/0ByQa6RPigprpSVBHaWJIU0ZTbTJWSDRrckJ2RFZBdw/edit
    Sobre o primeiro projeto, não consegui recuperá-lo, mas minha nota foi 7.
    O projeto atual foi totalmente reformulado.
    Atte.

    ResponderExcluir
  6. Prof. André,
    Segue o link onde compartilhei meu projeto, no Google Docs. Não tenho as informações do projeto anterior, não fiz cópia do Moodle. O projeto atual não tem nenhuma relação com o anterior.
    https://docs.google.com/file/d/0B18BRfYglacsSmg5RFVscDJSUWl4b1hIN0tRak9HZw/edit

    ResponderExcluir
  7. Prof. André,
    Compartilhei o projeto através do Google Docs. Uma mensagem com o link pra acesso deve ser disponibilizada em seu e-mail. Não tenho as informações publicadas no Moodle.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Marcio Candido de Jesus Junior28 de fevereiro de 2012 14:51

    Não sei se fiz corretamente!! Segue o Link
    https://docs.google.com/document/d/1k2C3ny5qfAgfOm6VfBDOnM1pP0xv5AKMhfWezG3Zw7I/edit

    Não estou certo, mas minha nota era 6
    Não foi possivel agregar os comentarios devido o acesso ao moodle está indisponivel
    Desculpe a data, dificuldades de envio por varios motivos pessoais
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. KEISO HELIO A DOS SANTOS28 de fevereiro de 2012 22:44

    Caro professor, segue meu link. Minha nota foi 8 (oito).

    Abraços!!!!!!!!

    https://docs.google.com/file/d/0B0ZL9w-IwCk3ZGxKRmtOOWpTRzY1N3ZvOTdwX2V2dw/edit

    ResponderExcluir

Comente & argumente