Ambiente virtual de debate metodológico em Ciência da Informação, pesquisa científica e produção social de conhecimento

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

A solução para a normalização de textos


 A redação científica, além de ter que seguir parâmetros de precisão, clareza e outras boas qualidades textuais, sempre é padronizada por normas estabelecidas pelos veículos (ou tipos de veículos) nos quais se difundirá o trabalho. Muitas revistas têm normas específicas enquanto que outras trabalham com definições mais genéricas. No Brasil, salvo exceções, o que vale são as normas da ABNT. O problema é que há muitas normas da ABNT que incidem sobre a redação científica, e que, frequentemente, são atualizadas. O resultado final é que a formatação final de um texto é sempre problemática para a maioria dos mortais. 

A melhor solução seria a existência de um software para edição de textos que viesse com os parâmetros da ABNT incorporados e que já fizesse os ajustes automaticamente. Seria, não. É! Acabei de receber um e-mail de Lauro César Araujo, pesquisador do CPAI/UnB, o maior fã que eu conheço do processador de textos LaTex, com o seguinte teor:
abnTeX2 está disponível na sua distribuição LaTeX! A partir de agora você pode escrever teses, dissertações e outros trabalhos acadêmicos em conformidade com as normas ABNT em LaTeX com abnTeX2. Se você utiliza uma distribuição TeX Live (TeXLive para Linux ou Windows ou MiKTeX para Mac), tudo o que você precisa já está disponível no seu computador.
Se não tiver ideia do que estou falando, consulte o site do projeto em http://code.google.com/p/abntex2/ e veja um modelo de trabalho produzido abnTeX2! 

Vale à pena conferir!

2 comentários:

  1. Paulo Argolo

    Vale a pena utilizar os modelos criados pelo Lauro e disponibilizados para os pesquisadores, mestrandos e doutorandos vinculados ao CPAI. No portal do CPAI (área restrita) estão disponibilizados, dentre outros, modelos para dissertação, tese e artigo. São projetos LateX completos, compiláveis e zero erro. O PDF gerado pela compilação possui excelente qualidade de apresentação e várias funcionalidades, o que torna sua leitura em em meio eletrônico bastante interativa. O modelo para dissertação, por exemplo, já possui uma estrutura definida e testado na prática em defesas perante bancas. Ao seu usuário resta "apenas" a tarefa de colocar o conteúdo de sua pesquisa e compilar. Como toda ferramenta baseada em software livre, há um certo trabalho para configurar o ambiente de "programação" e o tempo de aprendizado, é claro. Contudo, na Internet há farto material sobre o LateX e a abnTeX2 que auxilia os "desenvolvedores". Formatar as referências de um artigo ou dissertação, por exemplo, com apenas um clique (compilando) é uma verdadeira dádiva. Os projetos LateX disponibilizados pelo CPAI possuem código-fonte 100% editável e comentado, portanto os mais "experientes" poderão incrementa-lo se quiserem.

    ResponderExcluir

Comente & argumente